Dobra número de imóveis retomados por falta de pagamento

A chance de comprar uma casa em leilões é a oportunidade que você precisa para adquirir imóveis que foram retomados por falta de pagamento.

vendas de imóveis

Com a grave crise que atinge o Brasil, o sonho da casa própria se tornou um pesadelo para muitos brasileiros. O desemprego aumentou e as vagas para trabalhar ficaram cada vez mais escassas. A falta repentina de dinheiro ocasiona o aumento da inadimplência. No caso da compra de uma residência própria, o investimento de uma vida pode ir por água abaixo.

Segundo a Caixa Econômica Federal, a retomada de imóveis devido à falta de pagamento quase dobrou entre os anos de 2015 e 2016. Foram 15.881 unidades no ano passado e 8.755 em 2015. Se com isso o sonho de possuir a casa própria fica mais difícil para alguns, para outras pessoas é uma oportunidade de realizar a tão desejada conquista já que esses imóveis acabam indo parar em leilões online ou presenciais.

Preço mais baixo atrai consumidores para leilões

Esses imóveis retomados são vendidos em leilões – principalmente na modalidade online – com valores até 40% mais baixo que os valores de mercado. É uma boa oportunidade para comprar a casa própria ou investir aquele dinheiro economizado.  No leilão, é possível encontrar unidades de vários tipos e tamanhos em diversas localidades.

A modalidade vem crescendo, principalmente depois da crise. Outro fator que contribuiu para o aumento dos leilões foi a penhora dos apartamentos pela Justiça com base no novo Código de Processo Civil, em vigor desde 2016. Em caso de inadimplência do dono do imóvel com o condomínio e sem possibilidade de um acordo o apartamento pode ser penhorado, uma parte quita a dívida e outra vai para o proprietário.

Como funciona o leilão de imóveis

O leilão de imóveis funciona com o mecanismo semelhante a qualquer outro bem pode ser oferecido em lote ou individualmente. Um valor mínimo é fixado e depois os interessados podem oferecer os “lances” que são valores que funcionam como uma proposta, a maior arremata o imóvel.  Existem três tipos de modalidade: Online, Presencial e Presencial e Online. Conheça melhor como cada uma funciona:

 

  • Leilão Online

 

É a modalidade que oferece os melhores descontos. É totalmente virtual com lances oferecidos até 10 dias antes do dia do leilão. É preciso se cadastrar no site da empresa leiloeira e pedir uma habilitação para casa imóvel ou lote a ser comprado.

 

  • Leilão Presencial

 

A forma mais clássica. O leilão acontece em um dia e hora marcado e o lance pode ser feito por e-mail ou fax apenas por pessoas que estejam presentes.

 

  • Presencial e Online

 

Nessa modalidade, tanto os participantes presentes como os que solicitaram suas habilitações online possuem as mesmas chances de arrematar. Os lances online podem ser ofertados dias antes da data.

O que é preciso para participar de um leilão imobiliário

Para participar, é preciso se cadastrar em sites de leilões como o Zukerman, por exemplo, considerado um dos maiores nesse meio. Lá você vai descobrir as datas e locais dos eventos. Alguns leiloeiros também lançam editais nos jornais, geralmente os de grande circulação. É preciso escolher o imóvel e ficar atento aos lances. É bom se informar ainda sobre o preço real da unidade para comparar com os valores do arremate. Depois, selecione qual a melhor modalidade se aplica ao seu perfil.

Lembrando que qualquer pessoa física ou jurídica pode participar do leilão. De acordo com o Artigo 690-A, todo aquele que estiver na livre administração de seus bens, com exceção dos tutores, curadores, testamenteiros, administradores, síndicos e liquidantes quanto aos bens confiados à sua guarda e responsabilidade, pode fazer o seu lance.

Publicação Especial para o Portal Indústria Hoje

Leia também