Gestão de Estoque: A importância das paleteiras, empilhadeiras manuais e elétricas

A gestão de estoque é extremamente importante para o sucesso de uma empresa, especialmente as voltadas para a produção de bens.

4-erros-fatais-na-gestao-de-estoque

Falar em gestão de estoque, logística e armazenagem de matérias remete logo de cara a suor, trabalho pesado e muita mão na massa. Trabalhar com gestão de estoque é algo muito desafiador, porém hoje em dia é desnecessário um trabalho cansativo e completamente braçal. Mas o que de fato é a gestão de estoque?

No que se refere à indústria e ao comércio, a gestão de estoque trata do controle e da administração dos recursos materiais da organização e que geram receita para a mesma.

Uma loja de varejo, por exemplo, como uma loja de departamentos ou mercearia não costuma disponibilizar de uma única vez todos os produtos que são vendidos, e parte dessa mercadoria é mantida em um estoque onde existe uma pessoa ou equipe que é responsável por fazer o seu gerenciamento.

A gestão de estoque é extremamente importante para o sucesso de uma empresa, especialmente as voltadas para a produção de bens, mas muitas empresas têm dificuldades em realizar essa tarefa de forma profissional. A grande dificuldade de gestão está ligada à falta de conhecimento dos empreendedores de como realizar o planejamento dos produtos em estoque.

Confira alguns princípios básicos para realizar este gerenciamento:

1. Defina a quantidade de estoque

Analise sua demanda para definir a quantidade de produtos a serem estocados. Não adianta estocar uma grande quantidade de produtos cuja procura seja baixa, assim como o oposto, é preciso garantir o fornecimento das mercadorias que são mais comercializadas.

2. Invista nos inventários

Chamamos de inventário a soma dos produtos na loja e no armazém. Para isso, procure por tecnologias que podem auxiliar no gerenciamento. As ferramentas online são cada vez mais baratas e acessíveis, e podem ajudar nos fluxos de caixa e até mesmo na emissão de notas fiscais.

3. Defina um responsável

É primordial que uma pessoa fique responsável por controlar e gerir o seu estoque. É importante ainda que o(s) responsável esteja preparado para prever a necessidade de cada produto.

4. Escolha o modelo de reposição correto

As reposições dos diferentes produtos podem ser contínuas ou periódicas. A reposição contínua mantém baixo o nível de estoque, realizando pedidos com maior frequência, o que diminui os gastos com armazenagem. A reposição periódica consiste em pedidos que são recebidos num tempo determinado, mas há o risco de faltar algum produto caso os hábitos de consumo se alterem ou ocorra aumento nas vendas. A reposição contínua é adotada normalmente para produtos de maior valor agregado e os pedidos são realizados quando o estoque estiver acabando.

Para otimizar o tempo e o trabalho da gestão de estoques, é importante contar com uma infraestrutura e com materiais adequados. A movimentação de materiais em grande quantidade ou muito pesados deve ser feita utilizando ferramentas adequadas como empilhadeiras e paleteiras. As empilhadeiras são equipamentos para carregar cargas e são divididas em diversos grupos, mas destacamos aqui dois modelos principais: as manuais e as elétricas.

As empilhadeiras elétricas, como o nome já diz, são movidas a eletricidade. Elas operam silenciosamente, o que a torna ideal para ser utilizada em lugares fechados, tais como depósitos, armazéns ou câmaras frigoríficas. Geralmente esse equipamento é destinado à tarefas em corredores estreitos, normalmente possuem uma torre de elevação com grande altura aumentando consideravelmente a capacidade de armazenagem e estocagem em prateleiras. Vantagens das empilhadeiras elétricas:

  • Silenciosa. Possui menor ruído em relação às outras
  • Não emitem fumaças, poluentes ou gases tóxicos
  • Podem ser operadas em áreas de risco
  • Por serem menores podem ser utilizadas em corredores estreitos
  • Menor custo de manutenção

As empilhadeiras manuais estão disponíveis no mercado com uma variedade muito grande e diferentes tipos atendendo a diferentes necessidades, mas o grande diferencial deste equipamento é em relação ao operador que pode operá-la em pé sobre o equipamento ou caminhando. Mesmo exigindo força física, a empilhadeira manual possui diversas vantagens quando comparadas às empilhadeiras motorizadas ou elétricas. Veja abaixo:

  • Custo-benefício: sem utilizar motor, o custo da empilhadeira é bem inferior em relação aos outros modelos
  • Treinamento: por não ser uma máquina de tração própria, não é obrigatório o operador ter um treinamento específico para realizar o trabalho. Com alguns minutos de prática o funcionário está pronto para operar
  • Ecologicamente correta: por ser manual, não emite fumaça e poluentes, o que é essencial para operar em locais fechados e em longo prazo.

A paleteira por sua vez, se trata de um tipo de empilhadeira manual, cuja a principal função é fazer o deslocamento de materiais. Essa ferramenta também é conhecida como paleteira hidráulica, transpalete ou carro hidráulico, e é de simples manutenção. Assim, é simples vê-la com outros olhos, mais como um aparelho estratégico nas movimentações. Veja as vantagens de ter uma paleteira como ferramenta de organização do seu estoque:

  • Custo baixo em relação à empilhadeira elétrica.
  • Equipamento de fácil manuseio.
  • Não necessita de treinamento e nem demanda muito tempo para aprender a utilizar.

Por fim, o que se pode concluir é que a gestão de estoques é um desafio para a maioria das empresas, porém a organização do mesmo, evita acúmulo ou falta de produtos, além de ajudar a controlar as finanças e o espaço físico da empresa. Ainda no que diz respeito ao espaço físico e maneira certa de aproveitar o espaço, é de suma importância investir em equipamentos e infraestrutura para assim ter um bom aproveitamento geral.

Este artigo foi escrito exclusivamente pela equipe A Casa dos Macacos 

Leia também