You are here: Home » Notícias » Produção de aço tende à estabilização

Produção de aço tende à estabilização

Produção de aço tende à estabilização

Rio e Volta Redonda

 

 

A indústria siderúrgica brasileira caminha para uma fase de estabilização do mercado, depois de cerca de um primeiro semestre de 2010 marcado por índices de crescimento extremamente elevados, por causa dos baixos níveis de produção do setor no primeiro semestre de 2009. A constatação parte dos dados liberados pelo Instituto Aço Brasil.

 

 

Em maio, a produção brasileira de aço foi mais de 50% maior do que a do mesmo mês em 2009. Em junho, a diferença continuou significativa, embora menor: 46,79%. Em julho, a diferença em relação ao mesmo mês de 2009 caiu para a casa dos 14%. Isso acontece porque julho do ano passado foi o mês em que a indústria siderúrgica acelerou sua produção, iniciando a recuperação após a crise econômica mundial.

 

 

A produção brasileira de aço bruto em julho de 2010 foi de 2,9 milhões de toneladas, representando elevação de apenas 0,1% em relação a junho e aumento de 14,3% quando comparada com o mesmo mês em 2009. Em relação aos laminados, a produção de julho, de 2,4 milhões de toneladas, representou alta de 4,7 % na comparação com o mês anterior e elevação de 28,6% quando comparada com julho do ano passado. Com esses resultados, a produção acumulada em 2010 totalizou 19,2 milhões de toneladas de aço bruto e 15,5 milhões de toneladas de laminados, o que significou aumento de 47,3% e 53,7%, respectivamente, sobre o mesmo período de 2009.

 

 

Quanto às vendas internas, o resultado de julho de 2010 foi de 1,9 milhões de toneladas de produtos, queda de 6,3% em relação ao mês anterior. Quando comparado com igual período de 2009, registra-se alta de 31,3%. As vendas acumuladas em 2010, de 12,7 milhões de toneladas, mostram crescimento de 52,3% com relação ao mesmo período do ano anterior.

 

 

As exportações de produtos siderúrgicos em julho de 2010 atingiram 566,5 mil toneladas no valor de 414,6 milhões de dólares. Com esse resultado, as exportações em 2010 totalizaram 4,8 milhões de toneladas e 2,9 bilhões de dólares, representando aumento de 15,5% em volume e de 22,5 % em valor quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

 

 

No que se refere às importações, registrou-se em julho volume de 532,8 mil toneladas (US$ 494,8 milhões) totalizando, desse modo, 3,3 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos importados no ano, 152,2% acima do mesmo período do ano anterior.

 

 

O consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos em julho foi 2,4 de milhões de toneladas, totalizando 15,7 milhões de toneladas em 2010. Esses valores representaram elevação de 48,3% e 65,0%, respectivamente, em relação a igual período do ano anterior.

 

 

A produção de aço em julho de 2010

 

Produtos Acum 2010 Acum 2009 Jul/10 Jul/09

Aço bruto 19.233,0 13.061,1 2.852,8 2.495,9

Laminados 15.546,5 10.117,1 2.445,0 1.901,6

Planos 9.332,0 5.745,7 1.456,9 1.155,1

Longos 6.214,5 4.371,4 988,1 746,5

Semi-acabados 3.193,5 2.740,9 416,4 494,4

Placas 2.555,0 1.963,3 339,6 345,6

Lingotes 638,5 777,6 76,8 148,8

Ferro-gusa 18.224,9 12.176,4 2.680,6 2.343,0

Integradas 14.888,7 10.245,8 2.160,6 1.995,2

Independentes 3.336,2 1.930,6 520,0 347,8

 

 

Comparação entre os números de 2010 e 2009

 

Ano Maio Junho Julho Acumulado

2010 2856 2850 2852,8 19233

2009 1894 1941,6 2495,9 15546,5

Comparação 50,79% 46,79% 14,30% 23,71%

  • Deixe seu comentário