5 formas de aumentar a sua empregabilidade

Manter a empregabilidade em alta é um desafio nos dias atuais, principalmente em consequência das rápidas mudanças que acontecem nas empresas.

empregabilidade

Empregabilidade. Uma palavrinha comprida, que significa a capacidade de manter o cargo atual ou de encontrar uma posição mais adequada aos atuais interesses.

Como anda a sua empregabilidade?

Se você ainda não parou para pensar no assunto, saiba que é importante se preocupar com ela durante toda a carreira, e manter a empregabilidade em alta é um desafio nos dias atuais, principalmente em consequência das rápidas mudanças que acontecem nas empresas e dos processos de fusão e aquisição.

Recentemente, Santiago Iñiguez, presidente da IE University, uma das escolas de negócio mais respeitadas do mundo, com sede na Espanha, escreveu um artigo sobre o tema. No texto, apontou cinco formas de aumentar ativamente a empregabilidade. Confira:

1. Desenvolva suas habilidades digitais

A tecnologia não deveria ser uma ameaça para a sua empregabilidade se você é capaz de aproveitar as oportunidades apresentadas pelo novo mundo digital. Muitos profissionais seniores estão se envolvendo em programas de treinamento focados em novas habilidades digitais: programação, análise de dados, etc.

2. Ative sua rede de contatos e escolha um mentor

Sua empregabilidade é equivalente à reputação que você tem com seus colegas, pares e concorrentes. Ser conhecido e respeitado pelos principais stakeholders da sua área é algo que você deve atingir com o tempo e essa é uma tarefa que deveria começar a ser construída desde o primeiro dia da carreira.

Usar as redes sociais sabiamente também é aconselhável. Só tome cuidado para não se vender em excesso, porque isso acaba afastando as pessoas.

Uma alavanca-chave para o sucesso profissional e para a empregabilidade é ter um bom mentor, alguém que conheça você e possa abrir portas e apresentar as pessoas certas quando necessário. Ter um mentor requer reciprocidade da sua parte: apenas pedir favores não funciona no longo prazo.

3. Gravitas* e presença

Há mais do que um grão de verdade na máxima “a primeira impressão é a que fica”. Parece que muitos recrutadores formam uma impressão geral do candidato nos primeiros 30 segundos de uma entrevista. Gravitas* é a autoconfiança que você deve projetar aos outros nas apresentações, entrevistas e também na linguagem corporal e na aparência.

Gravitas* não é equivalente à seriedade. Você deve ser bem-humorado e agradável, mas, ao mesmo tempo, comunicar força interior, competência e a habilidade de gerenciar uma situação.

*Gravitas é um termo latino que nomeia uma das virtudes prezadas pela antiga sociedade romana. Significa, literalmente, peso, mas veio a adquirir o significado de uma personalidade ética, de seriedade e de apego à honra e ao dever.

4. Educação continuada

Atualizar os conhecimentos e habilidades é essencial em todas as profissões. Retornar à escola a cada cinco anos mais ou menos é uma regra de outro aplicável a todos nós, já que um diploma de graduação do passado não é garantia de preservação do emprego.

5. Cultive uma visão de longo prazo e não pegue atalhos

Integridade e honestidade profissional têm seu retorno a longo prazo. Mais do que isso, inspiram confiança nos outros. Por outro lado, uma gafe ética pode deixar uma marca permanente no currículo.

Por Adriana Fonseca – Robert Ralf
* Adriana Fonseca é jornalista, tem 15 anos de experiência na cobertura de carreiras, empreendedorismo e startups e já publicou no jornal Valor Econômico, na Folha de S.Paulo e na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Leia também

Robert Half

Robert Half

A Robert Half é maior empresa de recrutamento especializado do mundo com mais de 350 escritórios e 9.000 colaboradores em 21 países. http://www.roberthalf.com.br/